Blog – Top 5: Livros Nacionais

Top 5: Livros Nacionais

O post desta semana seria sobre pirataria, mas as pessoas estão tão nervosas com qualquer questão remotamente política, que achei melhor fazer algo mais leve. Por isso, o blog de hoje é um top 5 dos livros nacionais que mais me agradaram.

Não sei se vocês sabem, mas sou uma leitora bem eclética. Por mais que eu tenha preferência por aquele romance delícia, confesso que leio de tudo um pouco.

Então, aqui está a minha listinha. Mas, por favor, não esqueçam que ela é só uma questão de gosto! Não estou aqui para dizer que um autor é melhor do que o outro, hein… Não comecem a ver tretas onde não existe.

5º lugar: A Herdeira, Janice Ghisleri 

Quem me conhece sabe que eu AMO shifters. Inclusive, aviso logo que lançarei alguns livros assim mais pra frente. Mas vamos voltar à diva Janice, que escreveu, sem sombra de dúvidas, o melhor livro nacional de lobisomens piruzudos.

Com um enredo incrível, ela mistura romance, ação, fantasia e suspense. O primeiro livro da série conta a história do Alfa, Noah, que precisa tomar decisões importantes que garantirão o futuro do seu clã. Esther é a filha do médico protetor do clã e acaba embarcando nessa loucura. O romance entre eles é de queimar calcinhas, fora todos os outros personagens, que também são apaixonantes. Leiam logo essa série, vocês não vão se arrepender.

 

4º lugar: Cidade de Deus, Paulo Lins

Se você ainda não conhece, então eu digo que já passou da hora. Cidade de Deus, para quem não sabe, é o nome de uma comunidade carioca. Por anos considerada uma das mais perigosas do Rio e com dezenas de milhares de habitantes.

O legal do livro não é só fazer AQUELA crítica social (que merece ser feita com frequência), mas também o modo como ele faz você se sentir. Ficamos sem fôlego, choramos, morremos de medo. É um livro que mexe muito… pelo menos mexeu muito comigo. É como se você estivesse realmente lá! Ele conta a história da comunidade entre os anos 60 e 80, não só narrando o cotidiano dos moradores, mas também a questão do crime e como ele ganhou a proporção que vemos hoje. Leia! Repito: leia!

 

3º lugar: Quando Eu Olhar Pra Você, Lucy Vargas

Acho que já falei sobre esse livro em algum #marindica. Pois é, olha ele aqui de novo. E quer saber? Tem motivo para estar! Eu amoooo essa história. Amo demais! Confesso que já li todos os livros da série umas três vezes.

Diferente da maioria dos romances que estamos acostumados a ler, este conta a história de um casal cujo casamento está à beira de um colapso. Logo no primeiro capítulo, ela pede o divórcio. OMG! Pois é… Os dois são complicados, têm segredos, são orgulhosos e têm medo de se ferrarem novamente, mas as coisas entre eles pegam fogo! Eu só amo Sean e Beatrice. Vale muito a pena ler!

 

2º lugar: Ou Isto Ou Aquilo, Cecília Meireles

Esse é o livro da minha infância… Minha avó lia sempre para mim, e até consigo ouvir a voz dela cantando, narrando, brincando comigo enquanto me levava pelo mundo encantado das palavras de Cecília.

Eu leio para a minha filha e ela fica hipnotizada, da mesma forma que eu ficava quando era pequena. Se você não conhece, por favor, vá AGORA comprar! Sério, para de ler o blog e vai lá comprar.

 

1º lugar: Deuses de Dois Mundos, PJ Pereira

Que livro é esse?! De longe, um dos melhores que eu li, e não estou me resumindo a nacionais. Na verdade, não é um livro, e sim uma trilogia. O primeiro é O Livro do Silêncio, seguido de O Livro da Traição e, para fechar, O Livro da Morte. Uma história complexa, cheia de eventos, passada em dois lugares/universos completamente diferentes: São Paulo, dias atuais, e o mundo Yorubá, não faço a menor ideia de quando. Todo capítulo é narrado nesses dois momentos e as histórias se interligam.

Se você curte uma boa história de aventura/mitologia, venha conhecer essa. Só que, em vez de falarmos de deuses do Olimpo, estamos falando dos Orixás. Um livro imperdível para qualquer um, e não apenas aqueles que são do Candomblé. Simplesmente maravilhoso! Ah, há rumores que os direitos foram comprados e um estúdio hollywoodiano pretende produzi-lo. Ui ui ui…

 

———-

 

Gente, espero que tenham gostado das indicações. Esta semana está muito conturbada. Essa bipolarização pró ou contra o coiso tem consumido muito a gente. Eu poderia escrever um blog sobre o assunto (inclusive, já até escrevi, mas não sei se vou postar), só que achei melhor trazer mais leveza ao invés de gerar mais conflito. 

Outra coisa, pode não ser o melhor nacional, mas eu super indico Nunca Vou Me Apaixonar! Um romance com muito humor e cenas que fazem vocês sentirem coisinhas gostosas lá embaixo. Se ainda não deu uma chance, esta é a hora! Só passar para a aba “livros” e pegar o seu! Ué, tenho que fazer minha propaganda também, não acha?